Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
04 de Outubro de 2005


Eduardo Brito transmite mensagem de confiança


Sandomil_1b.jpg


 


A nossa candidatura continua a percorrer várias freguesias do Concelho, sendo portadora de uma mensagem de confiança e determinação, mobilizando esforços e vontades para ultrapassar as dificuldades.


 


Desde o arranque da pré campanha que temos vindo a ser muito bem recebidos por todos os locais onde passamos, com a hospitalidade que caracteriza as nossas gentes. Este último fim-de-semana não foi muito diferente, com a entrada em cena do mês de Outubro, e apesar de já se contarem pelos dedos os dias que faltam para o acto eleitoral. Nada que afecte a serenidade que caracteriza a nossa candidatura.


 


No sábado, o dia começou com uma visita de Eduardo Brito ao Bairro da Fisel, uma zona histórica da cidade que vai ser alvo de um vasto programa de reabilitação, aprovado recentemente pela Câmara. A meio da manhã realizámos uma deslocação à Feira de Paranhos da Beira, onde fomos dialogando com os feirantes e com as pessoas, explicando as nossas ideias e projectos para os próximos quatro anos. No final da manhã, efectuámos uma visita ao comércio local, onde constatámos o espírito empreendedor dos nossos empresários. Alguns modernizaram-se e outros criaram novas iniciativas locais de investimento.



Próxima paragem em Loriga, na Senhora da Guia, onde os nossos amigos e apoiantes nos brindaram com uma bela de uma feijoada ao almoço. Com os loriguenses passámos a tarde, para falar das novas perspectivas de desenvolvimento que vão surgir com os investimentos públicos em curso. A estrada Portela de Arão - Lagoa Comprida, um dos investimentos pelo qual nos batemos, dará um novo impulso à economia daquela zona, fomentando o aparecimento de novas iniciativas empresariais na área do Turismo, e, consequentemente, mais postos de trabalho.



Seguiu-se uma deslocação a Torroselo, terminando o dia de campanha em Sameice, com um passeio pela localidade, onde a Câmara e a Junta de Freguesia, realizaram, nos últimos quatro anos, um trabalho notável, em matéria de arruamentos, reabilitação urbana, estradas e saneamento básico.


 


No domingo, Eduardo Brito, foi surpreendido por uma caravana de carros, que se começou a formar em S.Romão e que o acompanhou ao longo do dia, composto por deslocações a Valezim, Santa Eulália, Sandomil, Folhadosa, Tourais, Girabolhos, Ortigueira, Carvalhal da Louça e Santa Comba, onde a candidatura foi efusivamente saudada.

publicado por PS Seia às 12:28
VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD, VIVA NUNO VAZ, VIVA O PSD,
VIVA O PSD a 9 de Outubro de 2005 às 00:42
Força malta.
Logo à noite, a partir das 7 e meia, todos no largo da feira para fazermos uma grande caravana.
Não faltem e mobilizem pessoas.
Todos seremos poucos.
Depois haverá o comicio de encerramento no largo do mercado e à meia noite quem quiser vai para a discoteca Look, porque a festa prolonga-se.
Não faltem.
Vota PS
Jorge Silva a 7 de Outubro de 2005 às 16:20
Os outros andam iludidos com a vitoria, porque não conhecem a realidade nem o concelho.
Eu acredito na vitória final, porque conheço bem o concelho e as suas realidades.
Força Eduardo. Estou contigo e o povo também.
Vamos VOTAR. Vamos GANHAR!
Tony.
António José a 4 de Outubro de 2005 às 20:09
Força Eduardo Brito. Força PS.
Até Domingo todos seremos poucos para alcançar a grande vitória. É preciso falarmos a toda a gente para que não falte e vá votar.
É preciso fazer com que a onda seja cada vez maior para que a vitória seja igualmente estrondosa.
Gil
Gil a 4 de Outubro de 2005 às 18:30
haja gasóleo.
gasoleo a 4 de Outubro de 2005 às 18:14
Outubro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
16
19
20
21
22
23
24
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO