Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
14 de Setembro de 2005

Programação Cultural no Concelho de Seia


cultura_3.jpg


Nos dias que correm, num mundo em constante mutação, onde a cultura assume particular relevância nos processos de desenvolvimento comunitário, a animação cultural inscreve um grande destaque no quadro da melhoria da qualidade de vida das populações. Nesse contexto, a programação cultural de iniciativa municipal reveste-se de significativa importância, na medida em que constitui um imperativo de interesse público, possibilitando o acesso a bens culturais por parte dos munícipes, além da natural afirmação dos concelhos num contexto de desenvolvimento saudável e moderno.


 


Em Seia, nos últimos tempos, tem-se acentuado o dinamismo cultural, mercê de uma aposta diversificada por parte da Câmara Municipal e que é dirigida aos vários públicos do concelho e da região. Nesse sentido, a Casa Municipal da Cultura tem sido um dos principais pólos dinamizadores de actividades, decorrentes do empenhamento de uma equipa que integra a Divisão de Cultura, Educação e Desporto do município.


 


Considera-se ser oferta de qualidade na programação camarária um conjunto de bens culturais que proporcionem um enriquecimento pessoal do espectador, tendo em conta diversos valores. Desses valores, destacam-se a Conservação, dada a importância da preservação dos objectos artísticos do passado; o Acesso, uma vez que todos os objectos artísticos devem ser acessíveis a todos os indivíduos; a Participação, na medida em que todos os indivíduos devem usufruir do máximo de objectos artísticos; a Diversidade - uma vez que se deve assegurar a existência do máximo de objectos artísticos diferentes e por último, a Inovação, dado que se deve facilitar a afirmação dos objectos artísticos que inovam.


E o que dá sentido à programação será o desejo do programador em partilhar com outras pessoas, (que é o público), o contacto com produtos culturais que se considera serem de qualidade. À partida, ficarão excluídas da programação iniciativas que não indiciem níveis mínimos de qualidade.


 


Em termos de gostos e de públicos, há lugar à inovação, quer do ponto de vista dos eventos organizados, procurando-se melhorar de ano para ano, quer na perspectiva criativa do produto apresentado como bem cultural. O desafio tem sido o de, tornar diversos eventos, que se realizam anualmente, inovadores e arejados, sem se deixar cair na rotina ou no marasmo enfadonho. A preocupação tem sido abranger diversos públicos, quer na perspectiva das grandes afluências, quer para públicos mais reduzidos, atravessando várias áreas.


 


Para além das iniciativas de encomenda, tipo "chave na mão", a Câmara Municipal tem procurado fomentar parcerias locais no sentido do desenvolvimento de actividades com protagonistas locais, ao nível da organização e também da participação artística. Digamos que tem procurado equilibrar o número de produções originárias no concelho com outras de origem exterior. A regularidade na organização de actividades tem sido uma constante, redondado na elaboração de uma agenda bimestral, o que por um lado ajuda na criação de hábitos culturais e por outro operacionaliza uma permanente disciplina na organização e calendarização cultural. Nesse sentido, a Câmara Municipal programa de dois em dois meses diversas iniciativas, sejam sessões normais de cinema, sejam um ou dois concertos, um espectáculo de teatro, uma ou duas conferências, duas ou três exposições, etc. Por isso, e exceptuando a periodicidade das sessões de cinema, não se verifica uma prevalência de uma qualquer área, mas sim uma diversidade significativa.


 


Relativamente a instrumentos de divulgação, das actividades culturais no concelho, para além da agenda que é editada de dois em dois meses e da informação disponibilizada no site oficial da Câmara Municipal, a aposta é feita na comunicação social local e regional, através de notas à imprensa ou conferências de imprensa, para além de um conjunto de painéis colocados em sítios estratégicos da cidade e cartazes e flyer's promocionais distribuídos. Habitualmente são endereçados convites via e-mail e via CTT às pessoas ou entidades que responderam ao preenchimento de uma ficha criada no âmbito da campanha de ‘criação de públicos'. Em suma, a Câmara Municipal tem vindo a proporcionar aos seus munícipes uma oferta cultural de qualidade, procurando em simultâneo envolver a comunidade, estabelecendo parcerias formais ou informais com escolas, autarquias, colectividades e outros organismos de modo a reforçar a dinâmica cultural do concelho e o espírito associativo que o caracteriza. 

publicado por PS Seia às 16:00
Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
17
18
21
24
25
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO