Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
27 de Junho de 2007

Computadores e Internet de


banda larga a preços reduzidos


 


O primeiro-ministro acompanhado pelo ministro Mário Lino e pelo secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações, Paulo Campos, apresentou em Lisboa, na escola secundária Eça de Queirós, nos Olivais, o novo programa de acesso a computadores e à Internet de banda larga a preços reduzidos. A iniciativa, que terá início já a partir do próximo mês de Setembro, e que está integrada no Plano Tecnológico, visa afectar um universo de meio milhão de pessoas até 2010, entre estudantes, professores e formandos do programa Novas Oportunidades.


 


Conta com a parceria da subsidiária da multinacional norte-americana Microsoft, que se responsabiliza pelo fornecimento dos 500 mil computadores a disponibilizar no âmbito deste programa, aparelhos que estarão equipados com a última geração de software Windows Vista e Office 2007, sendo que a esta empresa deverá ainda juntar-se a Cisco e a Sony Ericsson.


 


Para José Sócrates, trata-se de uma primeira e importante iniciativa de enorme alcance no combate a iliteracia informática não só ao nível dos grupos etários mais jovens, como é caso dos estudantes, mas também procurando dotar quer os docentes do ensino básico e secundário, quer os formandos do programa Novas Oportunidades com novas ferramentas e meios modernos de aprendizagem, tendo a Microsoft anunciado que vai equipar com a ultima geração de software todos os computadores a disponibilizar no âmbito deste projecto.


 


Num futuro breve, garantiu o primeiro-ministro, a iniciativa será igualmente estendida às empresas, dando deste modo consistência a uma acção que se pretende cada vez mais abrangente e ao alcance dos mais variados sectores da sociedade, assim como também está previsto, sublinhou, a criação de conteúdos, aspecto que o chefe do Governo rotulou de particularmente importante.

publicado por PS Seia às 17:58
25 de Junho de 2007

Clima económico melhora em Portugal


e atinge máximo de cinco anos


O indicador de clima económico em Portugal voltou a melhorar em Maio, pelo quarto mês consecutivo, registando o valor máximo desde Julho de 2002, divulgou hoje o INE - Instituto Nacional de Estatística.


 


Na Síntese Económica de Conjuntura, o INE refere que o indicador de actividade económica, com informação até Abril, apresenta uma tendência ascendente desde o início do ano e que a informação proveniente dos Indicadores de Curto Prazo (ICP) revelou evoluções favoráveis, de Março para Abril, nos principais sectores.


 


"O indicador de consumo privado abrandou em Abril, em resultado da evolução desfavorável do consumo corrente, contrariando a recuperação dos dois meses anteriores. Em Maio, o indicador qualitativo do consumo permaneceu estável, mas o indicador de confiança dos consumidores já apresentou uma ligeira melhoria", refere o comunicado emitido.



O INE aponta, também, que as indicações mais recentes sobre a envolvente externa continuaram a apresentar-se globalmente favoráveis. Os dados do comércio internacional, com informação preliminar até Abril, revelaram um abrandamento do valor tanto das importações como das exportações, ligeiramente mais intenso no segundo caso, mas mantendo um crescimento muito superior.

publicado por PS Seia às 18:31
22 de Junho de 2007

Vai uma couve de Bruxelas?


 


Marques Mendes não ouviu o sino tocar!


merkel.jpg



Como quem chama os meninos para as aulas, a chanceler Angela Merkel tocou uma sineta para assinalar o início do Conselho Europeu, em Bruxelas. Eram 17:55.


 


Antes de entrar para a reunião, Durão Barroso começou por dizer que pediu às autoridades do aeroporto de Bruxelas que "impeçam a saída dos aviões dos primeiros-ministros até haver um acordo". Uma afirmação suficientemente descontraída para fazer pensar que, apesar da tensão e algum dramatismo que rodeia este encontro, pode haver uma luz ao fundo do túnel.


 


Quem não deve ter ouvido a campainha tocar foi Marques Mendes, embora também esteja em Bruxelas.


 


O líder do PSD participou na habitual Cimeira dos líderes do PPE que antecede os Conselhos Europeus.


 


Fiel a si próprio, chegou mais de uma hora atrasado, mas ainda a tempo de se sentar na mesma mesa com o que considera ser o "dream team" europeu: ngela Merkel, Nicolas Sarkozy e Durão Barroso.


 


E ainda teve tempo de deixar um importante contributo para o debate em curso:


"Se não for um momento histórico, sejamos francos, é um falhanço".


 


La Palisse não teria explicado melhor a situação.


 


http://expresso.clix.pt/COMUNIDADE/blogs/couve_bruxelas/archive/2007/06/21/41580.aspx


 

publicado por PS Seia às 09:07
19 de Junho de 2007

"Novos desafios sociais da Europa"


 


CONVITE


 


O Centro de Reuniões da FIL, no Parque das Nações, vai ser palco no próximo dia 22, pelas 17h30, de uma conferência sobre "Novos desafios sociais da Europa".


 


Terá como moderador o secretário nacional do PS e ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, e como oradores o secretário nacional do PS e ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, o ideológo da "Terceira Via" e professor da London School of Economics, Anthony Giddens e o líder do Partido Social-Democrata da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt.


 


Trata-se de uma iniciativa conjunta do Partido Socialista, do Fórum Novas Fronteiras e da Policy Network.

publicado por PS Seia às 19:22
18 de Junho de 2007

Associações de família:


abertas candidaturas aos apoios



Estão abertas até 15 de Setembro, as associações de família podem apresentar as suas candidaturas aos apoios estatais para os programas, projectos e acções a decorrerem em 2007/2008.



Estes apoios apenas são concedidos às associações que apresentem programas e projectos cujos objectivos não se integrem no sistema de solidariedade e segurança social e tenham os seguintes fins:



- prestar assistência médica, psicológica, pedagógica e jurídica às vítimas de violência intrafamiliar, nomeadamente de abusos sexuais, bem como às famílias com filhos portadores de deficiência ou outras famílias com problemas específicos;


- promover políticas de não discriminação relativamente às famílias monoparentais, a fim de atenuar o seu isolamento,


- contribuir, através de acções de formação, para a compatibilização da vida familiar e dos tempos livres com a actividade profissional;


- desenvolver acções de formação parental nas áreas da puericultura, nutrição, cuidados de higiene, prevenção de acidentes, psicologia do desenvolvimento e prevenção da toxicodependência;


- desenvolver acções de intercâmbio de experiências e de informações no sector da família, independentemente do tipo de célula familiar;


- desenvolver acções de estudo e investigação sobre a família e as políticas familiares.

Este apoio é concedido por um ano, mas apenas às associações que se encontrem sem dívidas para com o Estado e a segurança social.



As candidaturas deverão ser enviadas à Direcção-Geral da Segurança Social, Av. da República, Nº 67, 8º, 1069-033 Lisboa. Para a apresentação da candidatura poderão ser utilizados os seguintes documentos:


Formulário de candidatura 2007


Declaração de Verdade 2007


Seminários 2007

publicado por PS Seia às 18:07
15 de Junho de 2007

Crescimento económico em marcha


 


Portugal cresceu no primeiro trimestre de 2007 acima dos 2 por cento e conseguiu esse crescimento apesar de três dos quatro principais motores de crescimento continuarem em baixa rotação, como é o caso do consumo público saudavelmente em contracção, do consumo privado esmagado pelo endividamento e pelas sucessivas subidas das taxas de juro e do investimento público preparando um novo ciclo de intervenções estruturantes.


 


Esta análise simples mostra que o crescimento da nossa economia foi impulsionado por um motor económico em plena aceleração, permitindo mais exportação, mais competitividade e mais capacidade de criação de riqueza, compensando com a sua pujança a fragilidade conjuntural dos outros motores.


 


Este facto não sucedeu por acaso. É em primeiro lugar mérito das nossas empresas e dos nossos empresários mais dinâmicos, mas é também consequência duma escolha política central do actual governo. A aposta no "choque tecnológico" e no consequente plano de acção estrutural designado por Plano Tecnológico, em detrimento do "choque fiscal" proposto pelo maior partido da oposição.


 


No passado, antes da adesão à moeda única, quando a economia perdia competitividade desvalorizava-se o escudo para provocar uma quebra no valor de exportação dos nossos produtos. A medida mais próxima desta é a redução da carga fiscal para aliviar esse mesmo valor. Ambas as medidas são do mesmo teor.


 


São medidas conjunturais que não forçam o reposicionamento competitivo das empresas, a sua subida na cadeia de valor e a sua libertação progressiva da competição pelo custo dos factores.


 

publicado por PS Seia às 14:28
14 de Junho de 2007

Socialistas europeus subscrevem prioridades da presidência portuguesa


 


As prioridades da futura presidência portuguesa da União Europeia (UE), apresentadas pelo primeiro-ministro, José Sócrates, merecem o apoio e o acordo dos deputados socialistas europeus.


 


Segundo o presidente do grupo de deputados socialistas no PE, o acordo verificado em torno do programa da presidência da UE apresentado por Sócrates foi generalizado, especialmente no ponto das relações transatlânticas que, segundo disse, "não podem limitar-se ao diálogo com os Estados Unidos da América", assinalando assim a importância crucial de alargar os contactos à América do Sul, designadamente ao Brasil.


 


Por sua vez, José Sócrates sublinhou a importância desta visita dos deputados socialistas europeus ao nosso país para a preparação da presidência portuguesa da União, considerando as reuniões dos dias 11 e 12 de Junho como "decisivas" para o trabalho que se avizinha.


 


"Foi muito interessante registar a confluência existente quanto à agenda europeia para o próximo semestre", disse o governante português, frisando como pontos essenciais da mesma as questões relativas ao processo constitucional e à afirmação do papel da Europa no mundo.

publicado por PS Seia às 18:10
13 de Junho de 2007

Apesar do impasse em relação à OTA,


convém não esquecer...


 


O Dr. Marques Mendes, muda mais rápido de opinião do que de camisa. Esteve no Governo do Dr. Barroso, que aprovou o aeroporto da OTA e como não se manifestou podemos justamente concluir que esteve de acordo.


 


Apoiou o Governo do Dr. Santana Lopes, que era também do PSD, que voltou a aprovar o Aeroporto e, voltou a ficar calado, logo também concordou.


 


Agora que os lobbies começam a dizer mal da localização na OTA, o Dr. Marques Mendes põe-se em bico de pés, a clamar aos quatro ventos que é preciso voltar a estudar o assunto e que se calhar a localização da OTA não é a melhor.


 


Que o Dr. Marques Mendes não é um político coerente, há muito que isso era visível, mas uma cambalhota desta natureza parece mal e só o desclassifica aos olhos dos portugueses.


 


Com comportamentos desta natureza não será nos próximos 20 anos que o Dr. Mendes chegará a primeiro-ministro.

publicado por PS Seia às 09:24
12 de Junho de 2007

Seia já tem Empresa na hora


Este serviço está instalado na Conservatória do Registo Civil, Predial e Comercial de Seia, onde é possível constituir sociedades civis e comerciais (por quotas e anónimas).


 


A firma poderá ser escolhida de uma lista de expressões de fantasia pré-aprovadas na Bolsa de Firmas (link para www.empresanahora.mj.pt ), e a afectação dessa firma a essa sociedade é efectuada no momento da constituição da sociedade. Em opção, a empresa poderá ser constituída com base num Certificado de Admissibilidade previamente aprovado pelo Registo Nacional de Pessoas Colectivas, embora não o possa fazer no mesmo dia em que aquele é emitido.



O custo de constituição de uma sociedade desta forma é de 360 euros, incluindo publicações. Este montante poderá ser reduzido em 60 euros quando a actividade principal da sociedade for classificada como actividade informática ou conexa, ou ainda como de investigação e desenvolvimento. A estes custos acresce imposto de selo sobre o valor das entradas de capital social, à taxa de 0,4%.



No momento da constituição da empresa, os interessados podem proceder à entrega imediata da declaração de início de actividade para efeitos fiscais. É também possível obter uma marca registada, equivalente à firma escolhida, e disponível na bolsa de Firmas/Marcas - é o serviço «Marca na Hora». Uma marca com uma classe de produtos ou serviços custa 221,87 euros, acrescendo 43,24 euros por cada classe adicional.



Ao ser constituída a empresa pelos serviços ‘Empresa na Hora' é atribuído automaticamente o registo de Domínio de Internet ‘.PT', que é gratuito durante o primeiro ano de vida da empresa.


 

publicado por PS Seia às 09:37
04 de Junho de 2007

Política para as pessoas


 


Face à complexidade do mundo actual, às múltiplas solicitações do quotidiano, à diferenciação de interesses e às enxurradas de informação a que as pessoas são sujeitas nas sociedades modernas, o exercício da política não perdeu importância como muitos afirmam, mas tem que encontrar novas estratégias para interessar e mobilizar os cidadãos.


 


Essa necessária mobilização pode ser feita de diversas formas. Num mundo fortemente mediatizado é impossível ignorar totalmente a dimensão da política como espectáculo. Essa concessão só é perigosa quando substitui ou subverte a essência do exercício político, que é a transformação da sociedade de acordo com valores, princípios e programas. No entanto, em minha opinião, a resposta mais adequada ao populismo ou ao desinteresse pela participação democrática está menos nas fórmulas mágicas de comunicação e mais na forma como os agentes políticos se posicionam face aos problemas vividos pelos cidadãos.


 


Se os políticos se posicionam do lado dos problemas e se limitam a teorizar e debater em torno deles, por muito brilhantes e fundamentados que sejam os argumentos e por muito rico que seja o contraditório, acabam por transmitir às pessoas um quadro de inconsequência e irrelevância prática que fragiliza a democracia, prejudica a imagem da política e reduz a vontade de participar.


 


Em contrapartida, se os políticos se posicionam com coragem do lado das soluções, debatendo e polemizando na teoria e na prática em torno da forma de resolver as coisas e resolvendo de facto dificuldades sentidas pelas pessoas, mesmo tendo para isso de agradar mais a uns que a outros, acabam por reforçar a mobilização, dar consistência à representação democrática e colher o respeito e o reconhecimento dos eleitores.


 


Estar do lado das soluções, definir metas e apresentar resultados, ter um sentido e um rumo para a governação, tem sido este em síntese o segredo do Governo para introduzir reformas difíceis sem perder a sua popularidade. Onde muitos vêm fantasmas de controlo comunicacional ou parcialidade de apreciação, existe apenas a capacidade reconhecida de decidir e de fazer.


 


De identificar obstáculos e de os remover. De tornar mais fácil a vida dos cidadãos e das empresas. De fazer política para as pessoas, contributo decisivo para que cada vez mais as pessoas voltem a estar com a política e assumam o seu papel determinante na modernização e no desenvolvimento do país.


 

publicado por PS Seia às 08:54
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
20
21
23
24
26
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO