Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
24 de Abril de 2009

Alargamento da escolaridade obrigatória


e a universalização do pré-escolar


 


1.      Foi aprovada em Conselho de Ministros uma proposta de lei sobre a escolaridade obrigatória que alarga para 12 anos e até aos 18 anos de idade a frequência de instituições de ensino ou formação.


2.      Esta mesma proposta de lei consagra igualmente a universalidade e gratuitidade da educação pré-escolar para crianças com 5 anos de idade.


3.      Prevê-se que a obrigatoriedade se aplique aos alunos que no próximo ano lectivo ingressem no 7.º ano de escolaridade ou em todos os anos anteriores.


4.      As condições, designadamente de prazo e de gratuitidade, da universalização da educação pré-escolar para crianças com 5 anos serão estabelecidas em diploma próprio que será aprovado após as negociações com os parceiros (Associação Nacional de Municípios Portugueses, IPSS, Misericórdias, e Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo).


5.      Neste momento, está em curso a construção de 300 novas salas para o pré-escolar na Área Metropolitana de Lisboa e está aberto um concurso para alargamento da rede na Área Metropolitana do Porto, esperando-se que em 2010 a capacidade de acolhimento permita um crescimento da cobertura nacional da ordem dos 5 pontos percentuais.


6.      Já a partir do próximo ano lectivo, vão ser criadas bolsas de estudo para os alunos do ensino secundário que se incluam nos escalões 1 e 2 do abono de família. A bolsa tem o valor mensal de duas vezes o valor do abono de família, o que significa que os alunos poderão receber 138 euros mensais no escalão 1 e 105 euros mensais no escalão 2. As bolsas estarão condicionadas ao aproveitamento escolar do aluno.


7.      Considerando as idades e condições de rendimento das famílias dos alunos inscritos no ensino secundário, estima-se que o custo da medida ultrapasse os 45 milhões já no próximo ano.


8.      Quando a obrigatoriedade de frequência estiver totalmente concretizada, estima-se que o custo do apoio social se aproxime dos 150 milhões de euros.

publicado por PS Seia às 08:25
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
17
18
19
21
22
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO