Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
23 de Abril de 2009

Governo reforça apoios na Educação


 


José Sócrates anunciou, em debate quinzenal dedicado à Educação, que o Governo vai apresentar uma proposta para alargamento da escolaridade obrigatória, um programa de bolsas de estudo no secundário a partir do próximo ano lectivo e a possibilidade de um ano gratuito de pré-escolar para famílias com baixos rendimentos. O Governo vai apresentar uma proposta que passa a escolaridade obrigatória dos actuais 9 para 12 anos, o que, na opinião de José Sócrates, significará "para todos os jovens até aos 18 anos a obrigação de frequência de escola ou de um centro de formação profissional".



"Não se trata apenas de fazer uma lei", até porque "já outros o tentaram fazer antes sem resultado. O que vamos fazer agora é apoiar efectivamente as famílias, para que os filhos prossigam os estudos", alegou o líder do executivo perante os deputados.



Na abertura do debate quinzenal, José Sócrates anunciou ainda uma segunda decisão do Governo: "todos os alunos com aproveitamento escolar no Ensino Secundário que sejam beneficiários dos dois primeiros escalões do abono de família terão direito a bolsas de estudo", referiu, adiantando que o valor da bolsa "será igual a duas vezes o abono".



"Isto significa que, por razões económicas, ninguém ficará excluído de concluir os estudos secundários", afirmou. "A partir do mês de Setembro, qualquer aluno que inicie o ensino secundário e seja beneficiário dos dois escalões mais baixos do abono de família terá uma bolsa de estudo.



O primeiro-ministro anunciou também que o Governo negociará com autarquias e instituições particulares de solidariedade social a possibilidade de as famílias com mais baixos rendimentos, com crianças com cinco anos, terem um ano gratuito de pré-escolar.



"A componente educativa do pré-escolar é gratuita, mas as famílias podem ter de pagar uma mensalidade pela componente de apoio social. Queremos tornar também gratuita a componente social, para as famílias com crianças de cinco anos beneficiárias dos dois primeiros escalões do abono de família", declarou José Sócrates.



O primeiro-ministro declarou que "nenhuma criança deve entrar na escola sem ter tido antes, pelo menos, um ano de pré-escolar". "Já hoje a taxa de cobertura, nas crianças de cinco anos, está próxima dos 90 por cento", mas "queremos garantir os 100 por cento no próximo biénio, assegurando a cobertura universal da rede pré-escolar. Com a construção de mais 300 salas, em cooperação com câmaras municipais e instituições particulares de solidariedade social, já estamos a dar um passo decisivo nesse sentido, sobretudo nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto".


 

publicado por PS Seia às 09:30
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
17
18
19
21
22
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO