Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
13 de Setembro de 2005

Mais uma prioridade de Eduardo Brito:


Uma política de transportes públicos



autocarro_1.jpg 



Constatada, recentemente, a necessidade de melhorar a rede de transportes públicos de passageiros, entre a cidade e todas as freguesias, Eduardo Brito, lançou um novo projecto: criar uma política de transportes públicos que se aproxime das reais necessidades dos cidadãos e dos seus problemas.


 


Este é um objectivo prioritário e desejamos faze-lo em parceria com as transportadoras. Mas não deixaremos de tomar as medidas que forem necessárias para garantir transporte público em todas as freguesias.



Para tal, estará em cima da mesa a criação de um passe social, para as pessoas de menores rendimentos. Haverá, também, descontos para os beneficiários do Cartão Municipal do Idoso e Cartão Municipal da Juventude.

publicado por PS Seia às 20:08

Vantagens da Área Empresarial


como Factor de Atractividade


 


A criação da Zona Industrial da Abrunheira na Vila Chã, ou a Área de Localização Empresarial (ALE), como se queira chamar só pode ser considerada como um passo importante no quadro de desenvolvimento do concelho de Seia. Pelo menos é consensual a sua importância nos vários quadrantes - políticos, económicos e sociais.


 


Se é certo que as sociedades desenvolvidas deixaram de ser sociedades industriais, não é menos verdade que, sendo o concelho de Seia uma região de desenvolvimento intermédio, a criação desta Área tem desde logo duas funções primordiais. Por um lado, como instrumento de ordenamento do território, permitindo arrumar um conjunto de empresas numa determinada área, com todas as condições conducentes a boas produções. Por outro, assume-se como um factor de estímulo e de iniciativa, convidando potenciais investidores a lançarem-se no mundo empresarial, além de poder acolher empresas saídas do CACE - Centro de Apoio à Criação de Empresas.


 


O argumento de que nalgumas cidades, estas zonas se transformaram em espaços degradados, de barracões abandonados, não pode servir de motivo para travar esta iniciativa, que em meu entender só peca por tardia, numa terra que teve de amortecer o impacto causado pelo encerramento de fábricas têxteis que atiraram para o desemprego milhares de trabalhadores.


 


Agora o desafio é apostar na atractividade de bons projectos, sobretudo de nível tecnológico, capazes de fixar quadros superiores do nosso concelho e assim contribuir para a revitalização do tecido económico e social local.


 


Dados estatísticos referem que só uma média de apenas 10% dos depósitos efectuados nas instituições bancárias de Seia são aplicados em investimentos, logo o desafio é procurar inverter esta situação, para que quem investe não sejam apenas aqueles que não têm dinheiro e têm de recorrer ao banco, mas quem pode e dispõe de suporte financeiro para produzir mais riqueza individual e colectiva.


 


E já nem preciso de falar em atrair investimentos dos nossos emigrantes espalhados pelo mundo!

publicado por PS Seia às 15:52
Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
17
18
21
24
25
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO