Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
30 de Dezembro de 2010

Ao terminar mais um ano, os socialistas de Seia provaram, mais uma vez, estarem com o seu concelho.

 

É em momentos de maior dificuldade que se vê quem está do lado da razão, do rumo certo, da correcção das decisões.

 

A ultima Assembleia Municipal, realizada no passado dia 27 de Dezembro, em que foram aprovadas as grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2011, provou, de forma inequívoca, que os socialistas continuam a afirmar-se na defesa dos interesses do concelho, bem como, indubitavelmente, demonstrou a grande unidade que existe no seio do Grupo Municipal do Partido Socialista, demonstrada, de forma bastante expressiva, nas diversas votações.

 

O executivo socialista, liderado pelo camarada Filipe Camelo, viu, assim, a sua bancada de suporte na Assembleia Municipal, confirmar, mais uma vez, as propostas acertadas que levou a discussão e votação.

 

A aprovação do Orçamento para 2011 foi um acto de fundamental importância para o futuro do concelho de Seia. Com a consideração do Plano de Reequilíbrio Financeiro no Orçamento para 2011, evita perdas de tempo, proporcionando, uma vez aprovado, uma execução orçamental sem contratempos e demoras, nomeadamente uma rectificação ou alteração orçamental.

 

Mas, se a aprovação do Orçamento foi um momento decisivo para o concelho, importante foi também a aprovação de três moções, todas da iniciativa do Grupo Municipal do Partido Socialista.

 

Com efeito, foi aprovada uma moção em que se demonstrava grande apreensão pela problemática à volta da diminuição dos valores que o Ministério da Educação concede ao ensino privado e cooperativo, que afecta a Escola Evaristo Nogueira, bem como a que repudia a decisão de Srª Ministra do Ambiente de aumentar, com efeitos retroactivos a Janeiro de 2010, o preço da água e do saneamento, a pagar pelo Município de Seia e os restantes associados à empresa Águas do Zêzere e Côa. Por ultimo, a moção que recomenda alterações ao documento final do PROT-Centro, na medida em que as mesmas, a serem consideradas, posicionam melhor o concelho e a região em matéria de desenvolvimento futuro.

 

A aprovação, por unanimidade, de duas moções e a existência de apenas um voto contra numa delas, demonstrou que o Partido Socialista de Seia tomou a iniciativa correcta, afirmando-se, como sempre, como o Partido melhor colocado para defender os interesses do concelho e dos munícipes, seja qual for o partido no poder em Lisboa.

 

O ano que vai começar não será fácil. Mas, os socialistas não cruzarão os braços, como sempre, perante as dificuldades. Apesar destas, é sempre possível que a esperança fique, e que a união de vontades possa transformar 2011 num ano melhor do que a baixa expectativa com que começa aponta, em termos de conquistas.

 

A todos os socialistas e munícipes em geral, votos de um 2011 com muita saúde e vontade de fazer sempre melhor.

publicado por PS Seia às 17:25
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO