Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
25 de Setembro de 2009

Uma sociedade mais progressista com o PS


 


José Sócrates apelou, no comício em Viana do Castelo, ao "voto dos jovens" , lembrando as "políticas progressistas" que adoptou para tornar a sociedade portuguesa "mais aberta".


 


Recordando todas as ideias da campanha, o secretário-geral socialista reforçou a ideia de que, numa época de crise e "de grande exigência" só o PS pode dar ao país um governo "estável" e "experiente", dirigindo o seu discurso, em particular, aos jovens, a quem disse que as reformas feitas na última legislatura foram a pensar no seu futuro, apontando a aposta na ciência, a reforma da educação, a aposta no ensino superior e nas energias renováveis.



"Afinal, foi connosco que desenvolvemos as políticas mais progressistas para transformar o nosso pais e a nossa sociedade numa sociedade mais aberta, mais plural e mais progressista", disse, apontando entre vários exemplos ter sido o seu governo a "liderar uma batalha" por uma lei mais justa sobre a interrupção voluntária da gravidez, ao promover um referendo.



O líder socialista afirmou ainda que "o país vive momentos de grande exigência" e "precisa hoje é de responsabilidade, estabilidade e confiança" e essas são precisamente "a marca do PS", o único partido que pode formar um governo "experiente".



Já  Vieira da Silva e apelou ao "voto útil" no PS e disse que "o principal partido da direita" demonstrou na campanha eleitoral "uma liderança sem ideias e sem projectos" mas com muitas "incoerências".



"A Dra. Ferreira Leite foi ao longo desta campanha tropeçando sucessivamente", disse o dirigente socialista, apontando os "apagões do seu programa eleitoral", onde se referiu em concreto às posições da líder do PSD sobre o Serviço Nacional de Saúde, o salário mínimo nacional, a concertação social e a educação.



A finalizar, defendeu que "só o voto no PS afasta todas as possibilidades de Ferreira Leite se sentar no lugar de primeiro-ministro" e apelou mesmo ao "voto útil", deixando também críticas ao Bloco de Esquerda, ao afirmar que a campanha mostrou "finalmente o que se esconde na palavra fácil do líder", Francisco Louçã, referindo o caso dos planos poupança reforma.


 


 

publicado por PS Seia às 12:13
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
19
20
21
23
24
26
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO