Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
04 de Junho de 2007

Política para as pessoas


 


Face à complexidade do mundo actual, às múltiplas solicitações do quotidiano, à diferenciação de interesses e às enxurradas de informação a que as pessoas são sujeitas nas sociedades modernas, o exercício da política não perdeu importância como muitos afirmam, mas tem que encontrar novas estratégias para interessar e mobilizar os cidadãos.


 


Essa necessária mobilização pode ser feita de diversas formas. Num mundo fortemente mediatizado é impossível ignorar totalmente a dimensão da política como espectáculo. Essa concessão só é perigosa quando substitui ou subverte a essência do exercício político, que é a transformação da sociedade de acordo com valores, princípios e programas. No entanto, em minha opinião, a resposta mais adequada ao populismo ou ao desinteresse pela participação democrática está menos nas fórmulas mágicas de comunicação e mais na forma como os agentes políticos se posicionam face aos problemas vividos pelos cidadãos.


 


Se os políticos se posicionam do lado dos problemas e se limitam a teorizar e debater em torno deles, por muito brilhantes e fundamentados que sejam os argumentos e por muito rico que seja o contraditório, acabam por transmitir às pessoas um quadro de inconsequência e irrelevância prática que fragiliza a democracia, prejudica a imagem da política e reduz a vontade de participar.


 


Em contrapartida, se os políticos se posicionam com coragem do lado das soluções, debatendo e polemizando na teoria e na prática em torno da forma de resolver as coisas e resolvendo de facto dificuldades sentidas pelas pessoas, mesmo tendo para isso de agradar mais a uns que a outros, acabam por reforçar a mobilização, dar consistência à representação democrática e colher o respeito e o reconhecimento dos eleitores.


 


Estar do lado das soluções, definir metas e apresentar resultados, ter um sentido e um rumo para a governação, tem sido este em síntese o segredo do Governo para introduzir reformas difíceis sem perder a sua popularidade. Onde muitos vêm fantasmas de controlo comunicacional ou parcialidade de apreciação, existe apenas a capacidade reconhecida de decidir e de fazer.


 


De identificar obstáculos e de os remover. De tornar mais fácil a vida dos cidadãos e das empresas. De fazer política para as pessoas, contributo decisivo para que cada vez mais as pessoas voltem a estar com a política e assumam o seu papel determinante na modernização e no desenvolvimento do país.


 

publicado por PS Seia às 08:54
Foi com alguma dificuçdade que percebi o post anterior. Parecia alguém distante e descrente. alguém que não acredita que é preciso lutar, mas alguém que tem visão e luta pelos seus tachos!
joaquim pereira a 8 de Junho de 2007 às 08:27
Não se cansem: toda a mudança virá de fora. Quando alguma boa idéia fôr "já entradota na idade" será então aplicada em Portugal, e toda a gente,incluindo aqueles que não estão de acordo com esta afirmação, sabem que isto é «fatal como o destino».Não sei porquê mas algo me diz que este será prover a UE de criadas e pedreiros de Badajoz a Bucareste. Cá, ficarão como sempre os contentinhos de sempre, repartindo saques enquanto lamentam e/ou riem desdenhosos da boçalidade do povoréu que os pariu e eles renegam reclamando ser de origem aristocrática. O que até não é mentira
pois é sabido como os ditos fertilizavam militantemente a criadagem.
Paulo a 4 de Junho de 2007 às 09:16
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
20
21
23
24
26
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO