Os Autores dos artigos aqui publicados estão devidamente identificados pelo editor.
07 de Dezembro de 2006

Aposta na cultura como pólo de desenvolvimento


 


A partir de 2007, serão criadas linhas de apoio a pequenos projectos e indústrias culturais. O anúncio foi feito pela ministra Isabel Pires de Lima, em Castro Verde, na primeira paragem do último de três dias de visita ao distrito de Beja, integrada na iniciativa "Cultura Presente", no quadro da qual se propõe percorrer todas as regiões do país. Defendendo "novas políticas culturais descentralizadas", a governante disse que, no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), para o período 2007-2013, "estão a ser desenhados instrumentos que vão permitir ao Executivo, já a partir do próximo ano, apoiar pequenos projectos culturais".


 


Trata-se, segundo explicou, de linhas de apoio ao desenvolvimento de pequenos projectos e indústrias culturais, que cabem perfeitamente na filosofia do QREN, uma vez que este privilegia investimentos nas áreas da qualificação e criação de competências. Entre os projectos passíveis de serem apoiados, a titular da pasta da Cultura apontou a "criação de rotas culturais nas regiões deprimidas do interior, para cruzar os patrimónios ambientais e culturais com as tradições específicas".


 


Em Castro Verde, onde visitou a Basílica Real, o Museu da Luzerna e a Oficina de Violas Campaniças, Isabel Pires de Lima aceitou o "repto" do autarca local, Fernando Caeiros, para candidatar aquela Igreja a Monumento Nacional. Depois de Castro Verde, a ministra seguiu para Ourique, onde visitou as obras do Cine-Teatro e Biblioteca Municipal e o Centro Arqueológico do Castro da Cola, terminando o "périplo cultural" de três dias pelo distrito de Beja num almoço com autarcas.


 


Em declarações à Imprensa, Isabel Pires de Lima fez um balanço positivo da visita, manifestando surpresa e agrado com alguns projectos, que considerou "êxitos no âmbito da salvaguarda e valorização do património". Neste capítulo, a titular da pasta da Cultura afirmou-se "orgulhosa" por ter presidido, em Beja, à inauguração do Museu Episcopal e à reabertura da Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, considerada um dos mais belos templos barrocos do Sul do país e que estava fechada há 20 anos.


 


Por outro lado, a ministra disse estar "preocupada" com as condições físicas do Museu Regional de Beja, que - alertou - "estão longe de ser as ideais para a conservação do acervo e para o desenvolvimento do próprio projecto museológico". Neste primeiro conjunto de deslocações no âmbito da iniciativa "Cultura Presente", Pires de Lima esteve em metade dos 14 concelhos do distrito de Beja, onde inaugurou um museu, e visitou bibliotecas, cine-teatros, pontes romanas, igrejas, museus e exposições, além de ter assistido a um espectáculo de teatro e ouvido grupos corais alentejanos.


publicado por PS Seia às 20:17
Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
15
16
17
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
13 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Caros Amigos,Aproveito a oportunidade para desejar...
NÃO ADMIRA QUE O PSD ESTEJA NESTE ESTADO. VEJAM QU...
ESTES COMENTÁRIOS JÁ EESTÃO FORA DE MODA. O PRESI...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
O PARTIDO SOCIALISTA tem todas as condições para ...
Hoje no frente a frente da SIC Notícias tive opor...
Pior era não fazermos nada! E o PS ficará sempre ...
blogs SAPO